Uncategorized

TERREMOTOS EM MONTES CLAROS ASSUSTA POPULAÇÃO

Tremores de terra em Montes Claros, norte de Minas

MONTESCLARENSES ESTÃO ASSUSTADOS
A Defesa Civil de Montes Claros, no norte de Minas, condenou e interditou oito casas em área populosa da periferia da cidade após os tremores de terra registrados no fim de semana pelo Observatório Sismológico da UnB (Universidade de Brasília).

Tremor em Montes Claros pode ter atingido magnitude 4,2

Segundo o observatório, ocorreram quatro tremores em Montes Claros – dois no sábado e dois no domingo. Ninguém se feriu. Os técnicos não descartam o risco de novos pequenos tremores.
O maior abalo foi de 4,2 graus na escala Richter, no sábado. No final da tarde, ocorreu outro de 3 graus. No domingo, os tremores registraram 2,9 e 2,7 graus.
Segundo o geólogo André Menezes, é comum ocorrerem abalos de menor intensidade na sequência do primeiro tremor, de maior intensidade. Por isso não estão descartadas outras ocorrências de menor intensidade, que muitas vezes nem são perceptíveis pela população.
Não é a primeira vez que a terra treme em Montes Claros, região que, segundo Menezes, apresenta falha geológica. Os primeiros abalos foram registrados em 2009.
Em dezembro de 2007, em Itacarambi, a 228 km a nordeste de Montes Claros, a terra tremeu e atingiu a maioria das 76 casas do distrito de Caraíbas, que foi totalmente interditado. Uma criança morreu.
A fragilidade das construções foi o principal problema identificado pela Defesa Civil em Caraíbas, situação que se repetiu agora em Montes Claros. Muitas casas que continuam de pé podem não resistir a um novo tremor como o de sábado.
Segundo boletim da Cedec (a Defesa Civil do Estado), “os tremores contribuíram para o agravamento da situação em outras construções precárias, que não possuíam estrutura de engenharia adequada”.
As autoridades dizem que as casas são construídas com material de baixa qualidade (como adobe e massa com grande quantidade de terra), além de serem “construções antigas, desgastadas pelo tempo e pela chuva”.

As famílias desabrigadas foram levadas para um abrigo municipal.

Para o Topo
error: Content is protected !!