Uncategorized

QUATRO CIDADES DO NORTE DE MINAS ESTÃO ENVOLVIDAS COM FRAUDES NA COMPRA DE COMBUSTÍVEL

Januária, Bonito de Minas, Itacarambi e Mirabela

FOTO: REPRODUÇÃO
Fiscais da Receita Estadual, agentes do Ministério Público Estadual e policiais militares estiveram em quatro cidades do Norte de Minas para investigar fraudes na compra de combustíveis.
Em Mirabela, foram recolhidos vários documentos. A movimentação em frente ao prédio do Ministério Público começou por volta de 7 e meia da manhã.
Os município investigados são Januária, Bonito de Minas, Itacarambi e Mirabela, onde fiscais foram na casa do prefeito em busca de notas e outros documentos.
Além da casa do prefeito Lacerdino Garcia de Menezes, os ficais também estiveram num posto de combustíveis para verificar a emissão dos cupons fiscais.
Os computadores e blocos de notas foram apreendidos, assim como uma série de outros documentos, que estavam na casa de um funcionário da prefeitura, vizinho ao posto.
Segundo os fiscais, a suspeita era de que cupons de compra de combustível não emitidos para o consumidor, poderiam estar sendo armazenados para serem descarregados como se estivessem sendo comprados pelo município.
O procurador do município de Mirabela, Leonardo Mendes Barbosa, disse que a fiscalização foi realizada apenas nos postos de combustíveis que fornecem gasolina à prefeitura. ele confirmou que os estabelecimentos são do prefeito e que os serviços foram contratados por meio de licitação com parecer do Tribunal de Contas do Estado.
Em Januária, os fiscais apreenderam R$140 mil reais em uma casa, o prefeito Maurílio Arruda negou a participação do município nas fraudes.
Em Bonito de Minas, os agentes também recolheram documentos na prefeitura. O contador, Ricardo Texeira de Almeida, informou que foi recolhido apenas um processo de licitação que está em andamento e negou que o município tenha envolvimento no esquema. A nossa produção também procurou os representantes da prefeitura de Itacarambi, mas ninguém foi encontrado. no total, foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão.
Para o Topo
error: Content is protected !!