Uncategorized

INVESTIMENTOS NO GRANDE NORTE ANIMAM LIDERANÇAS DO AGRONEGÓCIO

Novas perspectivas para nossa região

INVESTIMENTOS DA ORDEM DE R$ 3,2 BILHÕES 
A decisão do Governo de Minas de asfaltar 16 novos trechos rodoviários na região do Grande Norte – Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas – por meio do Programa Caminhos de Minas traz boas perspectivas para o incremento da economia regional, beneficiando principalmente o escoamento da produção agropecuária e a oferta de alimentos de melhor qualidade e a preços mais em conta para a população. Tais afirmações são do presidente da Sociedade Rural de Montes Claros, Osmani Barbosa Neto, e do superintendente de política e economia agrícola da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Ricardo Albanez.
Neste mês o governador, Antonio Anastasia anunciou o início das obras e abertura de processos de licitação para pavimentação de 1.955,6 quilômetros de estradas, beneficiando diretamente 107 municípios e quatro milhões de mineiros. Os investimentos da ordem de R$ 3,2 bilhões contemplarão, na região do Grande Norte, os municípios de Almenara, Brasília de Minas, Coração de Jesus, Jaíba, Malacacheta, Minas Novas, Montes Claros, Pedra Azul, Porteirinha, Riachinho, São Francisco, Riacho dos Machados, São Romão, Serro, Urucuia e Virgem da Lapa.
– Os investimentos que o Governo de Minas tem feito na região do Grande Norte, contemplando a pavimentação de estradas, já têm proporcionado excelentes resultados, não só no sentido de facilitar o deslocamento de pessoas, como também a economia regional. Ter estradas em boas condições de tráfego traz uma série de benefícios para a sociedade. No caso específico do setor agropecuário, além dos produtores rurais reduzirem as despesas com o transporte de mercadorias, insumos e implementos agrícolas, a população passa a contar com produtos de melhor qualidade e a  preços mais competitivos, destaca Osmani Barbosa.

Emprego

O líder ruralista lembra que o Norte de Minas é uma região extensa que tem no setor agropecuário uma de suas principais fontes de geração de emprego e renda. Nos últimos anos o setor agrícola regional se diversificou, sobretudo devido à implantação dos perímetros irrigados do Jaíba, Pirapora, Gorutuba e Lagoa Grande. Para os próximos anos a previsão é de que a região receba novos investimentos no segmento do agronegócio, em virtude da implantação do Projeto Jequitaí envolvendo os governos Estadual e Federal, o que acrescentará cerca de 30 mil novos hectares irrigados à produção agrícola da região.
No setor pecuário, dados da Secretaria de Estado da Agricultura revelam que o Norte de Minas tem o segundo maior rebanho do Estado, chegando a três milhões de cabeças. Isso representa 13,2% do total do rebanho mineiro. Além da produção de carne o Estado é o maior produtor nacional de leite, totalizando anualmente 8,4 bilhões de litros.
Na produção de grãos os vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas junto com o Vale do Rio Doce, Zona da Mata e Região Central do Estado produzem 7,3 milhões de sacas de café, correspondendo a 27,4% da produção anual mineira. O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio mineiro representa cerca de 35% do resultado global da economia. Atualmente a produção agropecuária mineira é exportada para mais de 150 países.
O superintendente da Seapa Ricardo Albanez lembra que dados da FAO, órgão das Nações Unidas para alimentação e agricultura, revelam que aproximadamente um terço de tudo que é produzido no mundo se perde no transporte.

Caminhos de Minas

A nova etapa do Programa Caminhos de Minas contemplará a pavimentação de 409 quilômetros de estradas, sendo que 9,9 quilômetros envolve a construção do Anel Rodoviário Norte de Montes Claros e 5,7 Km o Anel Rodoviário de Jaíba. Já foram publicados editais de licitação para asfaltamento de 97,6 quilômetros de estradas no Grande Norte, contemplando os seguintes trechos: Água Boa/Malacacheta (48,8 Km); Coração de Jesus/Rio Pacuí (20,6 Km) e Riacho dos Machados/Porteirinha (28,2 Km).
Os demais trechos a serem asfaltados são: São Francisco/São Romão (29 Km); Arinos/entroncamento Riachinho/Urucuia (35 Km); Pedra Azul/Distrito de Pedra Grande (58 Km); contorno de Minas Novas (1,2 Km); Almenara/Distrito de Pedra Grande (35 Km) e Virgem da Lapa/entroncamento para José Gonçalves de Minas (40 Km).  
Para o Topo
error: Content is protected !!