Uncategorized

ACIDENTE DE ÔNIBUS MATA 11 PESSOAS, E DEIXA PELO MENOS 19 FERIDAS NO RIO

Falha no freio pode ter causado acidente

SEGUNDO ASSESSORIA DA BR-116, NÃO HÁ INDÍCIOS DE OUTRO VEÍCULO ENVOLVIDO (FOTO: TV GLOBO)

Um ônibus da viação 1001 saiu da pista e caiu em uma ribanceira, deixando 11 mortos e pelo menos 19 feridos, na altura do km 102 da rodovia Rio-Teresópolis (BR-116), nesta segunda-feira (22).
O motorista teria perdido o freio antes do acidente. A falha técnica é uma das hipóteses investigadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que também trabalha com a possibilidade de o motorista, que também morreu, ter passado mal.ter passado mal.
A linha de investigação da PRF é bas de testemunhas, que viram o ônibus, da empresa Auto Viação 1001, descer a serra na contramão, com o alerta ligado.
Segundo peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, o tacógrafo, que registra a velocidade do ônibus, marcava 80 km/h. A velocidade máxima permitida é de 60 km/h. A polícia também afirmou que não há marcas de freio. O ônibus será levado para o pátio da empresa e lacrado ate a polícia ir ao local fazer uma perícia mais aprofundada. O caso foi registrado na 67ª DP (Guapimirim).
A 1001 informou que faz manutenção constante nos veículos e que vai investigar se o veículo acidentado havia tido o freio inspecionado recentemente.
O ônibus saiu da cidade de Itaperuna, no Noroeste Fluminense do Rio, às 9h da manhã desta segunda-feira (22) com 29 pessoas, segundo a 1001. A assessoria disse ainda que, na hora do acidente, o número de passageiros poderia ser maior, já que o ônibus parou em outras cidades, como Miracema, Santo Antonio de Pádua, Pirapetinga e Além Paraíba. O destino do veículo era o Rio de Janeiro, com chegada prevista para 16h.
Segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos oito pessoas ficaram feridas. A CRT, companhia que administra a rodovia, informa que socorreu outros 11. Os corpos dos mortos serão levados para o Instituto Médico Legal (IML) do Centro do Rio. Segundo a PRF, 10 vítimas morreram no local e apenas uma, a caminho do hospital.
Ainda segundo os bombeiros, os oito feridos socorridos foram levados para o Hospital das Clínicas de Teresópolis (5 vítimas), o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, na Baixada Fluminense, (1 vítima) e o Hospital Municipal Miguel Couto (2 vítimas), na Gávea, Zona Sul do Rio.
De acordo com a CRT, os 11 feridos pela concessionária foram levados para o Hospital das Clínicas de Teresópolis, Hospital Adão Pereira Nunes e Hospital Municipal José Rabelo, em Guapimirim. Até 18h20, a empresa não havia informado quantos feridos haviam sido levados para cada unidade.
A Secretaria municipal de Saúde confirma a chegada de dois feridos no Miguel Couto, um homem e uma mulher. Ele é alemão, tem cerca de 50 anos e está em estado grave, com várias fraturas pelo corpo. Ainda não há informações sobre o estado da mulher.

Segundo a Concessionária Rio-Teresópolis, a via chegou a ficar interditada por 35 minutos, foi liberada.

FONTE: G1

Para o Topo
error: Content is protected !!