Uncategorized

CHACINA EM FELISBURGO/MG: MANIFESTANTES DO MST FAZEM PROTESTOS

Eles pediram por solução de chacina em Felisburgo, ocorrida em 2004

MANIFESTANTES DO MST FAZEM PROTESTOS PRÓXIMO AO FORO DE CONTAGEM/MG (FOTO: PEDRO G1)

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) protestaram, na manhã desta terça-feira (20), em frente ao Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde ocorre o julgamento do caso Eliza. De acordo Sílvio Neto, diretor estadual do MST, a iniciativa foi para reclamar da falta de solução para o caso da chacina em 2004, em Felisburgo, na Região do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais.
Na ocasião, há exatos oito anos, cinco pessoas foram assassinadas e 12 ficaram feridas em um atentado em um acampamento.
Para os manifestantes, o caso de Felisburgo se arrasta, enquanto o fato envolvendo o goleiro Bruno, que aconteceu há menos tempo, já está sendo julgado. Com faixas, cartazes e aos gritos, as pessoas manifestaram. “Justiça para Felisburgo. Oito anos de impunidade”, anunciavam os cartazes. A polícia apenas observou o protesto.

O crime

O crime aconteceu no 20 de novembro de 2004. Segundo a denúncia do Ministério Público, 17 pistoleiros armados e comandados por um fazendeiro e pelo primo dele invadiram o acampamento “terra prometida” e executaram cinco trabalhadores rurais. Outros 12 ficaram feridos. Vários barracos e a escola local foram queimados.
As vítimas não receberam nenhuma indenização. Dos 17 suspeitos de participar do crime, 15 estão soltos, inclusive o fazendeiro, que é réu confesso. O julgamento dele está previsto para o dia 17 de janeiro de 2013.
Para o Topo
error: Content is protected !!