Uncategorized

INDIGNADOS, PAIS DE RECÉM NASCIDO DENUNCIA SAÚDE PÚBLICA DE ALMENARA/MG

“Minha filha corre o risco de ficar com sequelas por resto da vida”, afirma Pablo Vinicius, pai de Ana Sophia

Ao saber que estava grávida de cinco semanas, Elizangela Pereira Alves, logo procurou o PSF- SÃO JUDAS TADEU, em Almenara (MG) para começar o seu Pré Natal – que é de extrema importância.
“Por várias vezes, ela ia ao posto já com a consulta agendada, e voltava para casa sem se consultar, isso porque  o médico estava sempre viajando”. Ela fez 8 consultas com o médico responsável pelo PSF, Dr. Breno M. de Matos, afirma Pablo Vinicius Silva, marido de Elizangela.

Exames

“No decorrer da gestação, ele pediu somente 2 ultrassons; – um com 9 semanas, e outro com aproximadamente 31 semanas, ou seja, 6 meses”.
Por meio de exames de ultrassom, o médico Dr. Marcos Ramos Tiago (SESC LACES/MG), conveniado a Prefeitura Municipal, não constatou, que a criança nasceria com HIDROCEFALIA E MIELOMINIGOCELE.
Após ter sido realizado um outro ultrassom por conta própria com Drª. D’juda, foi diagnosticado a HIDROCEFALIA E MIELOMINIGOCELE. Por conta disso, Elizangela foi encaminhada para um parto de emergência com Dr. Manfredo.
No Hospital Deraldo Guimarães (HDG) existe apenas  uma pediatra, a Dr. Patrícia, onde a mesma viu o problema da menina e viajou, chegando somente após 4 dias. Nisso a criança estava tendo várias convulsões, aguardando uma benção de um leito que eles nunca conseguirão arrumar.
Como não há recursos para esse tipo de problema em Almenara, – que deve ser tratado nas primeiras horas de vida do bebê, não tinha a mínima condição de ser realizado o parto na cidade. Então houve NEGLIGÊNCIA nessa parte, acrescentou Pablo.

Luta pelo tratamento

Médico do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais apoiando transporte do bebê (Foto: Pablo Vinicius, pai de Ana Sophia)

Na mesma semana em que a criança nasceu, a mãe (Elizangela) teve que voltar 3 vezes ao (HDG), perdendo líquido e queixando de dores. “Sempre que atendida, era medicada e voltava para casa”.
   
Comovida pela situação, a família juntamente com conhecidos, procuraram a Assembleia de Minas Gerais, conseguindo o apoio do Dep. Carlos Pimenta e Dep. Reginaldo Lopes.
Foi conseguida uma vaga na UTI-NEONATAL e TRANSPORTE AÉREO com destino à Belo Horizonte.
Hoje a pequena Ana Sophia está em processo de tratamento da meningite devido à demora da cirurgia da MIELOMINIGOCELE.

A mãe coruja Elizangela durante amamentação da pequena Ana Sophia (Foto: Pablo Vinicius, pai de Ana)

Ela corre risco de ficar com sequelas graves por resto da vida, hoje ela está internado no HOSPITAL ODILON BEHRENS, sem previsão de alta.

TEXTO E FOTOS (PABLO VINICIUS: PAI DE ANA SOPHIA)

Para o Topo
error: Content is protected !!