Uncategorized

MANO MENEZES NÃO É MAIS TÉCNICO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

CBF dispensa Mano a menos de seis meses da Copa das Confederações

MANO MENEZES DEIXA O COMANDO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

Depois de dois anos e quatro meses de trabalho, Mano Menezes não é mais técnico da Seleção Brasileira. Decisão foi tomada após reunião de dirigentes da CBF na Federação Paulista de Futebol, em São Paulo. O diretor de Seleções, Andrés Sanches, concedeu entrevista coletiva para oficializar o anúncio do desligamento de Mano Menezes. 
Mano foi informado do desligamento do cargo logo após o término da reunião entre José Maria Marin, Marco Polo del Nero e Andrés. Mano não irá se pronunciar sobre a demissão. O ex-presidente do Corinthians e diretor de Seleções da CBF permanece no cargo independentemente da mudança de treinador.

Novo treinador da Seleção Brasileira

O novo técnico será escolhido pela diretoria da CBF apenas no início de janeiro de 2013. Entre os mais cotados, figuram os nomes de Tite (atualmente no Corinthians), Muricy Ramalho (atualmente no Santos) e Felipão (sem clube após o rompimento com o Palmeiras).

Trajetória de Mano Menezes na Seleção

Mano Menezes começou sua história na Seleção em agosto de 2010. O convite da CBF chegou após a demissão de Dunga, comandante canarinho na Copa do Mundo da África do Sul, em que o Brasil foi eliminado nas quartas de final pela Holanda. A estreia do ex-técnico do Corinthians foi contra os EUA, em Nova Jérsei. A vitória foi brasileira, por 2 a 0, com gols de Neymar e Alexandre Pato.
O trabalho de Mano à frente da Seleção marcava o início de uma nova era, de apostas e renovação. Jovens talentos preteridos por Dunga, como Neymar, Ganso e Pato, passaram a integrar a lista de convocados do novo treinador.
A expectativa pelo resgate do futebol arte, entretanto, não se transformou em resultados em campo. Triunfos sobre seleções mais fracas foram ofuscadas por fracassos em duelos com potências mundiais. Entre 2010 e 2011, o Brasil foi derrotado por Argentina, França e Alemanha em amistosos.
Ao contrário de seu antecessor, que alcançou resultados convincentes antes da Copa, Mano Menezes viu seu barco afundar nas principais competições em que comandou o time. A Seleção foi eliminada nos pênaltis pelo Paraguai, nas quartas de final do torneio continental, e superada pelo México, por 2 a 1, na decisão do torneio olímpico deste ano.
Cotado para realizar um trabalho de reformulação a longo prazo, visando a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, Mano obteve mais fracassos que sucessos como ténico da Seleção. O curioso é justamente o momento em que o treinador foi destituído do cargo, já que o Brasil se tornou bicampeão do Superclássico das Américas. No torneio de dois jogos contra os argentinos, a equipe de Mano bateu o rival por 4 a 3 nos pênaltis, depois de perder a partida por 2 a 1, na Bombonera – o primeiro jogo, no Serra Dourada, terminou com vitória brasileira pelo mesmo placar.
FONTE: ESPORTE INTERATIVO
Para o Topo
error: Content is protected !!