Uncategorized

14 PROFISSIONAIS CHEGAM AO VALE DO AÇO PARA O ‘MAIS MÉDICOS’

Os onze profissionais de fabriciano chegaram no fim dessa semana (Foto: Janaína Oliveira)

O sistema público do Vale do Aço passará a contar com mais 14 profissionais estrangeiros do programa “Mais Médicos”, promovido pelo Governo Federal. Fabriciano recebeu 11 médicos, sendo nove cubanos e dois brasileiros, na quinta-feira (24). Já em Ipatinga as duas médicas e um médico cubanos chegaram no início da semana e, nesta sexta-feira (25).

Fabriciano

Os 11 novos médicos vão integrar as novas equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF). Atualmente, o município possui 19 equipes de ESF e passará a contar com 30 equipes. O secretário de Saúde de Fabriciano, Rubens Castro, explica que os novos  profissionais devem iniciar o atendimento à população a partir de maio.
“Neste primeiro momento, eles estão visitando as Unidades de Saúde e conhecendo o trabalho desenvolvido no município. Assim que a documentação deles estiver liberada, eles iniciam o atendimento nos serviços de saúde”, afirma.
Para a criação das 11 Equipes de Estratégia de Saúde da Família, Rubens esclarece que o município vai realizar um processo seletivo para a contratação de agentes comunitários de saúde, enfermeiros e técnicos de enfermagem.
“A partir desse procedimento, que está previsto para este ano, serão formadas as novas equipes que serão lideradas por cada um desses médicos”, completa o secretário.
A gerente de Atenção à Saúde de Fabriciano, Maria Neusa Lessa, destaca que desde a criação do Mais Médicos, Fabriciano já recebeu 14 profissionais cubanos e sete brasileiros.

Ipatinga

Em Ipatinga os três recém-chegados iniciaram visitas técnicas às Unidades Básicas de Saúde e conheceram as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), onde atuarão no município. Os profissionais começarão a trabalhar efetivamente em 15 dias.
De acordo com a diretora do Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Saúde de Ipatinga, Aline de Barros Coelho, os novos profissionais irão recompor as equipes de PSF que atuam nos bairros Bethânia, Jardim Panorama e Veneza.
“Hoje o município conta com 40 equipes de PSF completas. Mas, com o recente desligamento de duas profissionais, temos uma lacuna. No primeiro momento vamos recompor e melhorar a qualidade do serviço, e até o final deste ano deveremos ampliar a cobertura do programa”, detalha.
Na primeira fase do programa, em 2013, Ipatinga foi contemplada com dois clínicos gerais brasileiros e cinco médicas cubanas, que atuam nas unidades básicas de saúde. Ainda no ano passado, com a convocação de aprovados em concurso e processo seletivo, a Prefeitura recompôs 11 equipes de PSF que estavam incompletas, dentre as 37 que existiam no início do ano passado, e implantou mais três novas. Atualmente são 40 equipes de PSF atuando em todo o município.
A equipe mínima é formada por um médico, um enfermeiro e um auxiliar ou técnico de enfermagem, além de mais seis a oito agentes de comunitários de saúde.

Agenda compartilhada

Médica da família há 22 anos, dois deles atuando na Nicarágua, Felicita González Rodriguez afirma que o objetivo do grupo é colaborar com a ampliação do acesso da população a serviços de saúde de qualidade.
“Viemos ao Brasil para trabalhar com muita dedicação e trocar experiências com os profissionais brasileiros”, pontua. Em Ipatinga, as duas primeiras semanas serão de agendas compartilhadas com médicos brasileiros e acompanhamento da rotina de trabalho na rede pública municipal.
O salário desses profissionais será pago pelo Governo Federal, enquanto a Prefeitura vai custear a moradia e alimentação dos médicos.

FONTE: G1

Para o Topo
error: Content is protected !!