Uncategorized

CIGANOS QUE FRAUDAVAM INSS SÃO LEVADOS PARA PRESÍDIO DE TEÓFILO OTONI/MG

Ciganos que deram golpe de R$ 2 milhões são levados de SE para MG

Os ciganos presos na Operação Gypsy Bandit foram transferidos para o presídio de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, em Minas Gerais, nesta quarta-feira (7). Eles foram presos em 11 de abril deste ano no município de Lagarto, em Sergipe. A dez pessoas da mesma família formam um grupo suspeito de fraudes na Previdência Social que somam R$ 2 milhões. Os criminosos foram transportados em um avião da Polícia Federal que saiu de Aracaju por volta do meio-dia desta quarta-feira (7).
O esquema criminoso era mantido pela família de ciganos especialistas em requerer, por meio de fraude, benefícios assistenciais de amparo social ao idoso. Segundo a Polícia Federal, eles obtinham registros de nascimento de maneira tardia e confeccionavam novos documentos como carteira de identidade, CPF, CTPS, com o intuito de requerer indevidamente benefícios de amparo social ao idoso no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).
O prejuízo inicialmente identificado ultrapassou a soma de R$ 2 milhões, verificado em apenas uma amostragem procedida em 56 benefícios investigados, outros casos ainda estão sendo investigados.
Na operação, foram cumpridos doze mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. Dez deles executados na cidade de Lagarto (SE) e outros dois em Camaçari (BA). O grupo agia nos municípios de Almenara e Jequitinhonha, em Minas Gerais.

VIA: G1

Para o Topo
error: Content is protected !!