Uncategorized

RADIALISTA MORRE COM SUSPEITA DE MENINGITE EM ARAÇUAÍ/MG

Lupicinio Leite, conhecido por Lupi, morreu aos 41 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Um detento da Penitenciária de Teófilo Otoni, Vale do Mucuri, que estava em saída temporária, morreu na noite de quarta-feira (14) com suspeita de meningite.
O radialista Lupiscinio Pinheiro Leite, 41 anos, cumpria pena pela condenação de oito anos por manter relacionamento com uma adolescente de 12 anos. Ele morreu no Hospital São Vicente de Paulo de Araçuaí, cidade onde foi enterrado na manhã desta sexta-feira (16), no cemitério municipal.
De acordo com colega de Lupiscinio, o editor do Jornal Gazeta de Araçuaí Sérgio Vasconcelos, o detento deu entrada no hospital na terça-feira. “Ele era muito conhecido e querido em Araçuaí  e tinha o apelido de Lupi, usado nos programas que ele fazia em uma rádio da cidade”, conta o colega.
Segundo ele, o corpo passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Almenara e os laudos confirmaram a morte pela doença.
Conforme o diretor técnico do hospital, o médico João Flávio Lima Nogueira, o paciente chegou a ser atendido no Pronto-Socorro da unidade e recebeu medicação. “Não tive acesso ao laudo do IML, por isso não posso dizer que ele morreu por meningite. Ele chegou a ser atendido e foi prontamente internado. Porém, em pouco tempo foi a óbito. Lamentamos esse fato”, explica.
Mesmo sem confirmar as causas da morte, a situação foi passada para o setor de epidemiologia do município. “Os contatos do paciente já estão sendo monitorados e todo o protocolo está sendo seguido”, confirmou João Flávio.

Prisão

De acordo com Sérgio Vasconcelos, o radialista foi preso em 2010 quando a mãe da menina denunciou o caso. Conforme o colega, o casal namorava com o consentimento da mãe, no entanto a mulher se desentendeu com Lupiscinio e acionou a polícia para intervir no relacionamento com a menor.
A mãe ainda disse que estava sendo ameaçada pelo radialista e que ele fugiria com a filha para o Rio de Janeiro. “Eu avisava para ele que daria problema o namoro, mas ele não ouviu”, relata Vasconcelos. Lupiscinio cumpria pena pelo crime de estupro de vulnerável.
A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que o detento está fora da prisão desde 10 de maio e tinha retorno programado para sábado, dia 17. A unidade prisional não foi comunicada oficialmente sobre o óbito.
De acordo com a Polícia Civil, a morte pela doença foi confirmada na cidade de Araçuaí. O corpo foi encaminhado para Almenara, onde o corpo passou por novos exames. O resultado ainda não foi divulgado.

Doença

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro, e pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus e fungos, dentre outros, e agentes não infecciosos.
Os principais sinais e sintomas são febre alta que começa abruptamente; dor de cabeça intensa e contínua; vômitos em jato; náuseas; rigidez de nuca; podem surgir pequenas manchas vermelhas na pele.
A transmissão é de pessoa a pessoa, por via respiratória. Por isso, a principal forma de prevenção é a detecção e o tratamento precoce dos casos, evitando que a doença seja transmitida a outras pessoas. O tratamento é feito com antibióticos específicos.

FONTE: ESTADO DE MINAS

Para o Topo
error: Content is protected !!