Uncategorized

Polícia Civil indicia motorista que atropelou modelo ao dirigir embriagada em BH

Modelo Paola Antonini (Foto: Reprodução/Facebook)
O inquérito que apurou as circunstâncias do acidente de trânsito que teve como vítima a modelo Paola Antonini Franca Costa, de 20 anos, ocorrido na Avenida Raja Gabaglia, em dezembro de 2014, resultou no indiciamento de Diandra Lamounier Morais de Melo, de 24 anos, por lesão corporal culposa e embriaguez. A pena para este tipo de crime varia de seis meses a cinco anos de reclusão.
O delegado Rodrigo Otávio Gomes Fagundes, da Delegacia Especializada de Acidentes de Veículos (Deav), concluiu o inquérito considerando, sobretudo, o fato de que o teste do bafômetro acusou, na época, que Diandra estava sob efeito de bebidas alcoólicas quando perdeu o controle sobre o seu veículo, um Fiat 500, e bateu na traseira do Fiat Brava que estava estacionado, no Bairro Luxemburgo.
O fato ocorreu no dia 27 de dezembro, no momento em que Paola e o namorado colocavam suas bagagens no porta-malas do Fiat Brava, já que iriam viajar para o litoral carioca. A modelo teve as pernas prensadas entre os dois veículos, o que acabou ocasionando a amputação da parte inferior de sua perna esquerda.
Com base no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a constatação da existência de 0,53 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões de Diandra levou o delegado Rodrigo Fagundes a indiciá-la pelo crime de trânsito decorrente de embriaguez, somado à lesão corporal grave sofrida por Paola e ainda pela lesão sofrida pelo namorado da modelo, Arthur Magalhães dos Santos, de 21 anos.
Para o Topo
error: Content is protected !!