Uncategorized

POLÍCIA CIVIL PRENDE QUADRILHA DE FURTOS DE VEÍCULOS E RESIDÊNCIAS EM BH

Suspeitos de furtos de motocicletas agiam em Belo Horizonte e na Região Metropolitana (Foto: Divulgação/PCMG)

A Polícia Civil de Minas Gerais apresentou, nesta segunda-feira (17), o resultado da operação GTA, que culminou na prisão de 14 suspeitos de participar de uma quadrilha especializada em furtos de motocicletas em Belo Horizonte e na Região Metropolitana.

Motocicletas furtadas eram desmanchadas (Foto: PCMG)
O grupo foi preso em uma operação realizada por cerca de 80 policiais da 4ª Delegacia Especializada em Investigação de Furtos e Roubos de Veículos (Deifrva), do Departamento de Trânsito de Minas Gerais, na manhã desta segunda (17). No total, os agentes cumpriram 14 mandados de prisão e de busca e apreensão.
De acordo com o delegado Marcos Vignolo Alves, o bando também agia cometendo furtos a residências e ainda revendendo peças dos veículos furtados, além de atuar no golpe de saidinhas de banco. As motocicletas furtadas, em média, uma por dia, eram rapidamente desmanchadas, e as peças, repassadas para lojas no bairro Maria Helena e Santa Cruz, de propriedade de Sérgio Apolinário, de 31 anos e Eduardo Santos Loureiro, de 30, ambos presos nesta manhã.
A operação teve início há seis meses, enquanto outra investigação estava em andamento, levando a polícia até este grupo na Região Leste de Belo Horizonte. No total, foram 17 presos, duas armas apreendidas, uma moto recuperada, um jet ski adulterado, uma carcaça de carro com chassi cortado e demais marcações removidas, uma Mercedes, rádios, placas e pinos para remarcação de chassi. 
O líder da quadrilha, Ronnye Dias Souza, de 25 anos, e outros dois envolvidos foram presos na semana passada. Entre os presos da operação GTA está Steve Arab Santos, 39, que segundo as investigações, comandava o grupo para os furtos a residências.
Os envolvidos irão responder por formação de quadrilha, furto e roubo de veículos, receptação, adulteração de veículo e porte ilegal de arma. Todos os suspeitos já tinham ficha criminal, sendo que seis deles são suspeitos de participar de um assalto a um policial militar.

Material apreendido com os suspeitos. Os envolvidos irão responder por vários crimes (Foto: Divulgação/PCMG)
Para o Topo
error: Content is protected !!