Uncategorized

Quadrilha responsável por roubos a caixas eletrônicos e cargas‏ é presa em MG

Operação PC
Grupo atuava na Região Metropolitana de BH e em outras cidades do estado (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Dezessete integrantes de uma organização criminosa especializada em furtos a caixas eletrônicos e roubos de cargas no interior de Minas e na região metropolitana de Belo Horizonte foram presos pela Polícia Civil durante a operação “Not”. A ação policial foi realizada por policiais da 3ª Delegacia Especializada em Repressão a Organizações Criminosas (Deroc), da Divisão Especializada de Operações Especiais (Deoesp).
De acordo com as investigações, o grupo, que realizava ações criminosas desde 2014, é responsável por pelo menos 12 furtos e tentativas de roubos a agências bancárias nos municípios de Belo Horizonte, Betim, Bom Despacho, Governador Valadares, João Monlevade e Nepomuceno. Estima-se que a organização criminosa tenha causado um prejuízo às agências bancárias de quase R$ 400 mil.
De acordo com o delegado que coordenou as investigações, João Marcos de Andrade Prata, foi possível monitorar a ação dos criminosos a partir do modo de ação empregado nas abordagens.  “Em todos os eventos contra os bancos, os suspeitos agiram da mesma forma, usavam maçaricos para cortar, cilindros de gás, pés-de-cabra, água em garrafas pet para resfriamento e tintas spray para pintar as câmeras”, explicou o delegado.
Além disso, a organização criminosa estaria envolvida também em roubos de cargas em diferentes regiões de Minas. A ação mais recente do grupo foi registrada no dia 30 de agosto deste ano, quando os envolvidos roubaram um caminhão que transportava uma carga de metais, próximo ao município de Juatuba. Os suspeitos escolhiam para os roubos, sobretudo, cargas de sucos, refrigerantes, cerveja e combustíveis.
Os materiais utilizados nos arrombamentos foram apreendidos pela polícia, bem como três veículos utilizados nas ações criminosas, notebooks e impressoras usadas para falsificação de documentos, uma pistola calibre 380, um bloqueador de sinais de rastreamento de cargas e vários documentos públicos.
Os bens recuperados pela polícia também serão restituídos às vítimas, dentre eles um veículo Fiat/Pálio furtado, duas carretas e um caminhão, eletrodomésticos e embalagens de refrigerantes e cervejas.
Para o Topo
error: Content is protected !!