Uncategorized

Suspeito de matar comparsa e esfaquear taxista em Mateus Leme se entrega à polícia

Lucas Tavares (Foto: Divulgação/PCMG)
A equipe de policiais civis do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriu mandado de prisão temporária, nesta terça-feira (18), contra Douglas da Silva Drumond, de 27 anos, apontado como um dos responsáveis pela tentativa de homicídio de um taxista, em Mateus Leme, Região Metropolitana de Belo Horizonte, e pelo homicídio de Samuel José Duarte Neiva, de 23 anos. O suspeito, que estava foragido, se apresentou na sede do DHPP, acompanhado pelos advogados.
Samuel foi morto na noite do dia 10 de maio deste ano, no bairro Paquetá, Região Noroeste de Belo Horizonte.  Douglas agiu com o apoio do comparsa Lucas Tavares dos Santos, de 24 anos, que continua foragido. Levantamentos indicam que o último paradeiro conhecido de Lucas foi o município de Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul, onde foi preso no mês de julho. O suspeito foi liberado pela polícia daquele estado ao apresentar documentação falsa. 
“Os dados do foragido Lucas Tavares foram repassados à Polícia Federal para que auxilie na captura, bem como se investigue eventuais crimes que possam ter sido praticados em outras unidades federativas”, ressalta o delegado Delmes Rodrigues, responsável pelas investigações.

O crime

Passando-se por policiais civis, a dupla sequestrou Samuel em seu apartamento. Para tal, horas antes do crime, os suspeitos roubaram um táxi no município de Mateus Leme, ocasião em que também tentaram matar o taxista que conduzia o veículo. Samuel foi rendido e obrigado a entrar no veículo roubado. Poucos metros à frente, a dupla parou o carro para que Douglas pudesse cometer o crime. Imagens de câmeras de segurança mostram o momento do assassinato. A vítima foi esfaqueada por diversas vezes. Ele ainda tentou correr, mas foi atingido por mais golpes.
Tanto Samuel quanto os suspeitos pertenciam a uma associação criminosa envolvida em estelionato. Samuel seria o responsável pela produção da documentação falsa utilizada pelo grupo. O crime foi motivado por desavenças entre os três homens.
Para o Topo
error: Content is protected !!