Uncategorized

Ministério Público apura suposta fraude na fabricação de cervejas

Cerveja de milho? Ministério Público vai apurar irregularidades de cervejarias brasileiras
Cerveja de milho? Ministério Público vai apurar irregularidades de cervejarias brasileiras (Foto: Divulgação)

O Ministério Público de Goiás (MPF/GO) instaurou no fim de janeiro um procedimento para investigar possíveis irregularidades praticadas pelos maiores fabricantes de cerveja do Brasil. 
A ação teve origem em uma representação do próprio órgão na qual é alegado que o descumprimento de determinações determinadas em decreto presidencial, que regulamentam a padronização, a classificação, o registro, a inspeção, a produção e a fiscalização das bebidas produzidas no país. 
O órgão suspeita de que as cervejarias Ambev, Heineken Brasil, Brasil Kirin e Grupo Petrópolis não especificam corretamente nos rótulos os ingredientes usados nas receitas de seus produtos, como, por exemplo, o cereal conheço por ser adjunto cervejeiro como substituto do original malte de cevada. 
Para o MPF, que enviou ofício ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o consumidor tem direito de acessar a receita do produto, bem como saber se são usados ingredientes como milho transgênico. A medida também visa evitar reações alérgicas nos consumidores. 
Segundo o artigo 11 do decreto Nº 6.871, todo rótulo de bebida alcoólica deverá ter, em toda unidade de produto, informações legíveis e claras a respeito dos ingredientes presentes na receita, assim como o conteúdo e a proporção na unidade de medida correspondente.

Com informações do “Yahoo!“.

Para o Topo
error: Content is protected !!