Uncategorized

Almenara vista de cima é linda; já lá em baixo a história é outra

São imagens da mesma cidade. Registradas na mesma data e sem qualquer tipo de edição. A única diferença é que vista lá de cima não dar pra perceber os estragos e problemas causados pelas chuvas e quase que em sua totalidade, por péssimas administrações.

Vista de cima, conforme fotos tiradas pelo editor do Radar do Vale, Renato Cruz, Almenara é exatamente do jeito que todo mundo pensa: “Princesinha do Vale”; “Desenvolvida”; “Pólo Regional”.

Só que no chão, a realidade é completamente diferente. São ruas totalmente sem saneamento: esburacadas, sem calçamento ou asfalto, sem rede de esgoto. Um exemplo claro do descaso é a Avenida Olindo de Miranda – principal via da cidade, que “vive” intransitável.

Para localizar, as fotos feitas em terra, foram registradas na Avenida Minas Gerais, localizada paralelamente à pista do aeroporto municipal. Logo no começo, uma grande piscina de água e esgoto se formou. Segundo Terezinha, moradora do local, sempre que cai uma chuva mais forte no local, a região enche. Na mesmo via, um pouco mais pra frente, esgotos estourados causam indignação em várias donas de casa. “O fedor atrapalha muito. A gente perde até a vontade de comer” afirmou uma outra moradora ao Radar.

Há muito tempo Almenara se consagrou como uma potência regional, e todos títulos mencionados anteriormente são dignos à cidade, que cresce e se desenvolve quase que “sozinha”, tendo apenas como energia a força de seu povo.

Os registros feitos são apenas alguns. Outros serviços básicos precisam melhorar. É o caso de emissão de documentos e segurança, ambos em âmbito Estadual. Já na economia, outro assunto que preocupa, é o desemprego.

Para o Topo
error: Content is protected !!