Norte de Minas

Ocorrência policial termina em confusão na porta de hospital em Salinas; veja vídeo

Após a publicação de um vídeo em que mostra policiais militares de Salinas, no Norte de Minas, agredindo duas mulheres, foi determinado pelo comandante da corporação, major Giovane Rodrigues de Oliveira, a abertura de um inquérito em caráter de urgência. (Assista o vídeo acima, ou clique aqui).

Toda confusão ocorreu no fim da tarde deste domingo (12), em frente ao Pronto Socorro do Hospital da cidade. Nas imagens divulgadas nas redes sociais, uma mulher aparece sendo arrastada pelos cabelos e outra leva um tapa no rosto. “Sic”.

De acordo com a PM, os policiais foram ao local, e se deparam com dois homens de 19 e 25 anos, exaltados, inclusive xingando funcionários da Unidade. Os militares então, tentaram acalmar os âninimos, contudo foram desacatados.

Diante do fato, os envolvidos receberam voz de prisão, e ao tentar algemá-los, eles resistiram. Ao ver a situação, as mulheres também tentaram impedir o trabalho policial, conforme nota da PM.

Por conta da confusão, tanto os militares, quanto os envolvidos tiveram escoriações leves. No total cinco pessoas foram encaminhados para a delegacia, sendo 3 homens e 2 mulheres.

Veja nota na íntegra da Polícia Militar

“No fim da tarde de (12/11), a PMMG foi acionada a comparecer no Pronto Socorro do Hospital na Cidade de Salinas, onde algumas pessoas, com visíveis sinais de embriaguez, estavam causando transtornos às atividades do Hospital, que estava com diversas pessoas aguardando para serem atendidas.

No local, a guarnição policial deparou-se com dois indivíduos, B.F.S de 25 anos e M.M.T., de 19 anos muito exaltados, proferindo xingamentos aos funcionários do Hospital, e exigindo para serem atendidos na frente dos demais pacientes que aguardavam, pois haviam se envolvido em uma briga, momentos antes.

Os militares tentaram acalmar os ânimos dos envolvidos, mas foram desacatados pelos 02 autores com xingamentos. Dessa forma, deram voz de prisão aos cidadãos, os quais resistiram à ação policial, sendo necessário o uso diferenciado da força. Quando tentavam algemar os infratores, 02 mulheres, J.T.C, de 35 anos e N.T., de 23 anos, tentaram impedir a ação dos policiais, tendo, inclusive, segundo relatos de testemunhas, avançado sobre o armamento dos militares, momento em que também foram detidas.

Em decorrência da ação, 02 militares tiveram escoriações, pois levaram chutes por parte dos autores, que também tiveram lesões leves.

Os envolvidos, sendo 03 homens e 02 mulheres foram conduzidos à Delegacia de Polícia para providências de polícia judiciária pertinentes. Na noite de (12/11) um vídeo do fato circulou nas redes sociais mostrando as mulheres sendo agredidas por um policial. Com base nas imagens, o Comandante da Unidade, Major PM Giovane Rodrigues de Oliveira, determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar em caráter de urgência, já procedendo à oitiva dos envolvidos e dos policiais militares”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo
error: Content is protected !!